Header Ads

Encontro define novas diretrizes dos Cemasps e apresenta nova coordenadora

As diretrizes que serão adotadas neste ano pelos Centros Municipais de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasps), da Prefeitura de Manaus, e a apresentação da nova coordenadora, Juciana Cruz, marcaram a reunião de trabalho, realizada na manhã desta sexta-feira, 28/2, no auditório da Escola Superior de Tecnologia (EST), localizado na zona Centro-Sul. O evento contou com a presença de funcionários dos centros e servidores da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe), da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Sob a tutela da Gacpe, as ações dos centros terão uma função mais preventiva, indo além do resgate, como apontou a gerente Dircélia Ortiz. “O intuito é fortalecer a permanência dos alunos nas escolas. Estamos somando diversas ações para isso”, informou Dircélia.

Em 2019, o Cemasp manteve em 70% o índice de Ficha de Comunicação Infrequente (Ficai) atendidas (equivalente a 6.193 alunos) e 85% encaminhamentos (equivalente a 2.284 alunos) por dificuldade fonoaudiológica e Transtorno de Déficit de Hiperatividade e Atenção (TDHA) com laudo e sem laudo.

Uma das formas de melhorar o trabalho é com a inauguração de mais um Cemasp, já que o da zona Leste será dividido em dois, Cemasp Leste 1 e Leste 2. Desde 2013, essa é a quarta ampliação pela qual os centros passam.

“Nossa intenção é trabalhar em cima da permanência, porque não adianta só investir no resgate. Hoje a intenção da Semed é reestruturar o Cemasp por entender o trabalho deste junto às escolas. Este ano será inaugurado mais um, então cada Divisão Distrital Zonal terá o seu Cemasp”, explicou Juciana.

Para Giselle Cardoso, que atualmente está à frente do Cemasp Oeste, a junção dos trabalhos de visita com o de prevenção, realizado pela Gacpe, colabora com a visão da Prefeitura de Manaus, de evitar que o aluno chegue a ser infrequente.

“A proposta é a de diminuir a quantidade de visitas porque essa redução significa que estamos conseguindo a permanência do aluno na escola. Esse trabalho com a Gacpe será uma união de esforços, para que possamos reforçar a ação preventiva”, observou.

Postar um comentário

0 Comentários